"O verdadeiro lugar de nascimento é aquele em que lançamos pela primeira vez um olhar inteligente sobre nós mesmos." (Marguerite Yourcenar)

«Adevăratul loc de naştere este acela unde pentru prima dată ai aruncat asupra ta însuţi o privire pătrunzătoare» (Marguerite Yourcenar)

raulpassos.maestro@gmail.com

29 de dez de 2011

FA FREDDO...

(inspirado em Geórgia Caroline)


- Un caffè viennese, per favore!


Do lado de fora, o céu amarelo engana. Nem tudo que reluz é ouro... ou calor. Não me atrevo a cruzar o umbral do aeroporto. Um casal, ao meu lado, no balcão em que me equilibro com as malas e o passaporte na mão, constata: "Fa freddo".


"Fa freddo, ma io canto", penso, parodiando Thiago de Mello sem querer... "Fa freddo", mas o café não tarda. "Fa freddo", mas sinto de novo aquilo... aquele reboliço tranquilo nas vísceras que me diz que, mais uma vez, cheguei em casa... "Fa freddo", mas o creme mesclado ao café aquece o coração. "Fa freddo", mas de pé no balcão, como se estivesse esperando um outro café, mas numa padaria do Alto da Rua XV, as lembranças de há quase três anos não arrefeceram.


...


Pergunto à moça dos cartões telefônicos qual é o plural de "posto", se é "poste" ou "posti". Ela responde e corrige a preposição errada que eu escrevera. Sorrio. Ela também.


Claudio e Bianca não tardam a chegar. Estou em família.


Fa freddo, ma io canto!




ROMA, Aeroporto Fiumicino, 29/12/2011